TRE impugna candidatura de Toni Bomba de Urupês por improbidade administrativa
09/09/2016 - 9h08 em Política

O candidato a prefeito de Urupês, Antonio da Silva Oliveira, conhecido como Toni Bomba (PPS), teve sua candidatura impugnada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A justiça acusa Toni por ato de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito.

Segundo trecho da ação, Bomba teria usado maquinário da prefeitura de Urupês durante seu mandato de 2013 a 2016 em uma obra particular na casa de Wagner Marcasso, caracterizando dano ao erário público e improbidade administrativa.

“Desse modo, é inegável a utilização de maquinários e servidores públicos no exclusivo interesse do requerido Walter Marcasso, com anuência do Prefeito Antônio da Silva Oliveira. (…) Na hipótese vertente, o dano adveio da privação temporária do proveito dos maquinários e servidores, durante o período em que foram empregados em favor do requerido Wagner Marcasso. Ademais, o dolo é evidente, pois não fosse a benesse concedida irregularmente pelo Prefeito Antonio da Silva Oliveira, Wagner Marcasso teria de contratar um particular para realizar o serviço, mediante remuneração”, diz trecho do documento.

A decisão diz ainda que ficou claro o ato de enriquecimento ilícito não só por parte do candidato como de terceiros. Bomba será condenado à suspensão dos direitos políticos por ato doloso de improbidade administrativa, consistente no pagamento ilegal de gratificação a servidores e no desvio de bem público.

Nossa reportagem não conseguiu contato com Toni Bomba para falar sobre o assunto.

(Foto: Divulgação TSE e reprodução Google)

 

Font:Gazetainterior

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!